REFERÊNCIAS DE URBANISMO – CIDADE DO MÉXICO – 2016

A capital mexicana tem investido na expansão e revitalização dos seus parques nos últimos anos e, atualmente, as áreas verdes correspondem a 42% do total do município. Dentre eles estão o Alameda Central e o Plaza Tlaxcoaque.

Para contribuir com o ar mais limpo na atmosfera, a prefeitura também tem implantado jardins nos telhados de prédios e residências. A meta é alcançar nove metros de área verde por morador.

Atualmente o governo da capital plantou mais de 16.000 m² de jardins nas coberturas de seus edifícios. Desde 2011, para incentivar os cidadãos a fazerem o mesmo, é oferecido 10% de desconto no IPTU (imposto sobre a propriedade predial territorial urbano) para que os moradores criem terraços verdes nas suas casas.

Para incentivar a prática de esportes e diminuir os índices de gases poluentes provenientes dos veículos, o governo investiu em mobilidade urbana com uma estrutura adequada para as bicicletas. Ao todo são 100 km de ciclovias permanentes pela Cidade do México. Aos domingos, boa parte das ruas do centro viram ciclovias e o número sobe para mais 24 km de área própria para pedalar.

Na Cidade do México, quase todos os parques e praças do centro não possuem grades e ficam lotados de pessoas e de tendas de comércio  nos finais de semana, já que o preço do transporte público é baixo.

Abaixo, disponibilizamos algumas referências interessantes que verificamos em nossa visita: